quarta-feira, 17 de junho de 2009

gisele: a faca em tua pele

teu corpo
debaixo dos lençóis de seda
uma noite bêbada de sono

como um cão sem dono
a latir no quarto
em tua boca
uma palavra muda

o gozo reprimido
nos teus olhos sol e mar
e tua flor
querendo explodir

o cordão umbilical
no umbigo por um fio
querendo desatar

artur gomes
http://federicobaudelaire.blogspot.com

Um comentário:

J. Araújo disse...

Bela pequena poesia.

Prabéns!!

Abraço