sábado, 14 de março de 2009

foto.grafia urbana



dentro do meu corpo
ruge o som dos trilhos
os trens passam apressados
levando bagagens e lembranças
as estações ferroviárias
são escombros do passado
misturas de destroços e ferrugens
corroendo os metais dos ossos
e a carne que ainda existe
por sobre humanos esqueletos.

Nenhum comentário: